sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Professora Marina - Porto Estrela


Marina, à esquerda, desenvolveu na Escola Estadual Regina Tenório de Oliveira com seus alunos da 2a.Fase, 3o.Ciclo, o projeto "Meio Ambiente - lixo". Seu objetivo foi ampliar o conhecimento linguístico dos educandos através da temática Meio Ambiente que já estava sendo tratada na Escola. Para iniciar, apresentou aos alunos o texto "Não leve a casa deles para a sua", cujo enunciado era acompanhado de uma figura curiosa. Debateram sobre os possíveis significados do texto e da imagem, leram outros textos, debateram, visitaram o local onde é depositado o lixo da cidade, fizeram anotações, pesquisaram sobre as formas de dispensa do lixo na comunidade e produziram cartazes e textos informativos que foram expostos para a comunidade escolar. A professora relatou que muitos não faziam ideia de como esse problema era tratado no município.

Professora Andréia - Porto Estrela



"A ordem é: ouvir, ler e produzir". Este é o título do projeto da professora Andreia - última à direita - e seus alunos do 2o.Ciclo, 3a.Fase A da Escola Regina Tenório de Oliveira. Seu objetivo foi promover a leitura através da comparação entre os gêneros música e poema. Seu plano de ação foi: exposição dos gêneros a serem estudados; pesquisa de campo com pessoas de várias faixas etárias através de entrevistas; trabalho em grupos por faixa etária para definirem qual a música mais votada; pesquisa do ritmo, cantor e compositor das músicas e outras curiosidades do tipo estudado; apresentação das músicas e da pesquisa para os colegas de sala; estudo do gênero em comparação com o poema; a confecção de painéis nos quais foram expostos os trabalhos dos grupos para apreciação da comunidade escolar. De acordo com Andréia "os objetivos estavam claros e as etapas propostas foram bem desenvolvidas".

Professora Elizabete - Porto Estrela



A professora Elizabete - à esquerda -realizou na Escola Estadual Regina Tenório de Oliveira o projeto "Resgatando contos populares regionais e porto-estrelenses" com os alunos da 3a.Fase B do 2o. Ciclo. Seu objetivo foi resgatar narrativas populares locais com a intenção de recontá-las e manter viva essa tradição popular. Para atingir essa meta trabalhou com seus alunos a tipologia narrativa e conversou com eles sobre a importância do resgate destes conhecimentos para a cultura dos povos. Propôs socialização oral, momento em que os alunos relataram o que sabiam do assunto e conversaram sobre como esse tema é tratado atualmente nesta sociedade, onde as pessoas preferem se ocupar das tecnologias e abandonam as tradições orais que existiram e perduraram por gerações. Para resgatar essas narrativas os alunos fizeram entrevistas com familiares, pessoas mais idosas e jovens da comunidade. Foram registradas histórias como a da figueira mal assombrada, a bola de fogo, negrinho d'água, o toco preto, o lençol branco fantasmas e lugares mal assombrados. Elizabete relatou com satisfação seu trabalho. Disse que surpreendeu-se com o interesse dos alunos em "pesquisar e registrar essas histórias e depois recontá-las com tanta competência que até os alunos convidados a ouví-las também quiseram participar contando as histórias que sabiam". Durante as apresentações ela distribuiu figuras sobre lendas folclóricas brasileiras aos alunos como lembrança desse momento.

Professora Lígia - Porto Estrela

video
video
video

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Professora Maria Helena - Barra do Bugres


A professora Maria Helena da Escola Estadual Julieta Xavier Borges desenvolveu um projeto de leitura com o gênero fábulas, no qual participaram os alunos do 2o. e 3o. ciclos atendidos na articulação. Seu principal objetivo foi ampliar a leitura e aguçar o imaginário dos alunos. Seu plano de ação consistiu em: conversar com os alunos sobre este gênero textual; apresentou livros infantis de fábulas para leituras e apreciação de ilustrações; realizou leituras bem expressivas e discutiu com os grupos os ensinamentos de cada história; fez uso do dicionário para tratar do vocabulário; promoveu discussões propondo comparações e analogias com a nossa realidade, a humana. Os alunos fizeram suas próprias ilustrações e também produziram intertextos baseando-se nas fábulas lidas. Tudo foi exposto no mural da escola para apreciação de todos. Maria Helena relatou que conseguiu avanços significativos com alunos que apresentavam dificuldades em ler, discutir e compreender textos.



Professora Katiene - Barra do Bugres


A professora Katiene da Escola Estadual Julio Muller desenvolveu com seus alunos da 3a. Fase do 3o. Ciclo o projeto "Conhecendo a história do samba". Seus objetivos foram possibilitar o conhecimento e valorização desse elemento cultural como parte da nossa identidade. Para isso realizou atividades como leituras, discussões sobre relações raciais, cultura afro-brasileira, discriminação e preconceito racial, etc; pesquisas sobre compositores brasileiros; substituição do sinal da escola por sambas e ainda uma programação na rádio da escola abordando o tema, além de produções textuais. De acordo com Katiene, ela pode observar que seus alunos dominam bem as tipologias argumentativa, expositiva e narrativa quando a temática lhes agradam e que este trabalho foi gratificante porque contou com a colaboração de todos.

Professora Maria das Graças - Barra do Bugres



A professora Maria das Graças - lindo sorriso - realizou o projeto "Poluição sonora e seus efeitos negativos nos seres humanos" com seus alunos da 8a. série da Escola Municipal Guiomar C. Miranda. Seu objetivo foi conscientizar seus alunos sobre os efeitos da poluição sonora e como isso pode incomodar as pessoas. Iniciou com a leitura e discussão do texto "No país dos decibéis", promoveu estudo do vocabulário do texto, inferências de informações explícitas e implícitas e sobre o objetivo do autor. Pesquisaram sobre o tema na internete, imprimiram outros textos que, posteriormente foram colocados em discussão. Trabalharam em círculo para as discussões gerais, divididos em grupos para estudo e produção de textos sobre o tema. Os textos produzidos foram dramatizados com o intuito de chamar a atenção de todos para o problema. Serão apresentados à comunidade escolar no ato cívico semanal. Graça demonstrou satisfação com o resultado de seu trabalho e disse que já observou mudança de conceitos e atitudes na maioria de seus alunos.

Professora Flávia - Barra do Bugres




A professora Flávia desenvolveu o projeto "Intertextualidade na propaganda" com seus alunos da 2a.Fase do 3o. Ciclo, da Escola Estadual Julio Muller. Seu objetivo foi identificar intertextos no gênero propaganda e sua interferência na produção de significados. Seu plano de ação foi o seguinte: primeiro levou para a sala textos do gênero que apresentavam intertextos e discutiram como o texto foi construído e seu poder de persuasão; analisaram a relação verbal e não verbal e suas relações intertextuais; realizaram pesquisa e recorte de propagandas com possíveis intertextos, parte em que os alunos trabalharam sozinhos, sem a interferência da professora; fizeram a seleção daquelas com intertextos mais aparentes; dividiram-se em grupos para análise das propagandas; produziram exposição oral e dos trabalhos analisados e em seguida produziram suas propagandas utilizando-se do recurso que estudaram. Flávia explicou que surpreendeu-se com a capacidade dos alunos em identificar sozinhos alguns elementos intertextuais. Disse ainda que investirá mais tempo nesse trabalho numa próxima ocasião.

Professora Miriam - Barra do Bugres



A professora Miriam da Escola Estadual Julieta Xavier Borges trabalhou com narrativas familiares, com o gênero memórias. Ela relatou que este trabalho lhe proporcionou maior aproximação com os alunos e suas realidades familiares, já que algumas atividades envolvia-os diretamente. As atividades foram leituras de textos do gênero, estudo de suas características, pesquisa e registro de acontecimentos pesquisados com os familiares dos alunos. Miriam observou que a maioria das produções, além de revelar histórias reais de vida das pessoas também relataram fatos muito tristes acontecidos com estas pessoas. Porém, durante a socialização percebemos que um trabalho como o dela é uma forma, até bem simples, de aproximar a família e a comunidade da escola onde estudam seus filhos, pois como ela própria explicou, houve maior aproximação com a realidade dos alunos e isso contribuiu para ressignificar a relação entre todos na sala de aula.

Professora Ana Paula - Barra do Bugres




O projeto desenvolvido pela professora Ana Paula - última à direita - e os alunos da 3a. Fase do 3o. Ciclo na Escola Estadual Julio Muller foi "A escola e o lixo". Seu principal objetivo foi discutir a temática abordando como é tratado o problema, em casa, no bairro e na escola. Para iniciar, leram e discutiram ideias em textos informativos, em seguida fizeram leituras de diversas imagens e ainda de histórias em quadrinhos que abordavam a temática. Fizeram coleta de lixo na escola e produziram textos sobre o tema. Ana Paula relatou que "os alunos aceitam bem trabalhar dessa forma" e que passam a se comportar melhor.


Professora Maria Lucia - Barra do Bugres




A professora Maria Lúcia - à esquerda - da Escola Estadual Julieta Xavier Borges desenvolveu com seus alunos da segunda fase do terceiro ciclo o projeto "As lendas folclóricas mato-grossenses". Seu objetivo foi estimular a linguagem oral e escrita com pesquisa de lendas, inclusive locais. Utilizou vídeos, pesquisas na biblioteca, internete e os alunos registraram "causos" contados por familiares relacionados ao Curupira, à Cabeça do Pacú, o Minhocão, Jaú de cabelos, o Dragão da Igreja, entre outras. Depois desse registro, os alunos também produziram suas próprias ilustrações. Para finalizar, apresentaram as lendas através de peças teatrais na própria escola. Segundo Lúcia "os alunos se identificaram com a temática" e gostaram das atividades do projeto.


Professora Elaine - Barra do Bugres



A professora Elaine da Escola Estadual João Catarino de Souza desenvolveu o projeto "A música em sala de aula". Seu objetivo foi oferecer uma alternativa para ampliar a competência da leitura dos alunos que atende na articulação. A execução compreendeu cinco etapas, nas quais os alunos tiveram contato com músicas de diversos estilos para escolherem as que iriam estudar. Primeiramente, ouviram e cantaram as músicas. Foi realizado estudos sobre o gênero em comparação com poemas, como no TP3. Interpretaram coletivamente, discutindo as temáticas e estudando o vocabulário e para finalizar fizeram apresentações das análises e das músicas estudadas para a comunidade escolar. De acordo com a professora Eliane "as atividades apresentadas tiveram uma sequência bem funcional, houve interesse, participação ativa dos alunos envolvidos, com muitas perguntas".

TP6 e socialização de projetos em Barra do Bugres

O último encontro com os professores de Barra foi uma grande realização para mim como pessoa e como formadora. Devo classificá-lo como emocionante e registrar minha satisfação em poder trabalhar com pessoas tão especiais! Os professores que permaneceram até o fim do programa ratificaram a importância de terem participado desta formação e que puderam aprimorar suas estratégias de ensino através do estudo e da socialização de experiências, o que prova que o DIÁLOGO pode ensinar muito a quem sabe ouvir. As colegas cursistas desenvolveram as atividades do Caderno TP6. Relataram que as aulas foram recheadas de debates e socialização de opiniões sobre temas polêmicos como a clonagem humana. Uma das atividades mais realizadas foi a que aborda a argumentação na publicidade. Através da análise de anúncios publicitários os alunos produziram outros textos argumentativos. Nessa oficina também foram relatados os projetos desenvolvidos por cada cursista.

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

domingo, 15 de novembro de 2009

Aconteceu em Denise...

 O 1º Seminário de Educação do Município de Denise,  no dia 14 de novembro, com o os objetivos de: possibilitar a reflexão e a divulgação de práticas pedagógicas motivadas por processos de formação continuada, visando congregar profissionais envolvidos na educação escolar, no município de Denise-MT; inserir o Seminário de Educação do Município no Calendário anual de eventos pedagógicos, propiciando um espaço privilegiado de divulgação de práticas pedagógicas alicerçadas em reflexões teóricas.
O evento contou com a presença de professores do muncípio, alunos declamando poemas  enchendo seus professores de orgulho, houve também apresentação de painéis e trabalhos oriundos de projetos de formações continuadas desenvolvidos no município, inclusive do gestar.
Como formadora participei da mesa redonda, juntamente com a professora Ms. Marinez Nazzari e a formadora Ehlma, momento em que falamos sobre o tema: Formação Continuada: Avanços e Desafios.
Enfim, esse espaço para discutir práticas, teorias e ideias educacionais é mais uma semente plantada em prol da qualidade da educação.